Gaudêncio Frigotto: direito à saúde, à educação, à cultura e ao trabalho

gaudencio

 

O filósofo Gaudêncio Frigotto também falou para gente o que ele mudaria se a cidade fosse nossa. Confira!

“Se a cidade fosse nossa, as prioridades não seriam os grandes empreendimentos para poucos e nem uma cidade para quem tem carro.

Se a cidade fosse nossa, a segurança pública cuidaria para que circularíamos sem sobressaltos e os pobres não fossem criminalizados.

Se a cidade fosse nossa, o direito à saúde, à educação, à cultura e ao trabalho digno seriam prioridades.

Se a cidade fosse nossa, cada cidadão, crianças, jovens e adultos de diferentes idades seriem parte de uma gestão de fato democrática.

Se a cidade fosse nossa, haveria muito trabalho coletivo para que ela fosse mais justa, igualitária, limpa e segura, então maravilhosa!”